Fonte: Redação - Foto: Divulgação

Falar de empreendedorismo em uma crise como a que estamos passando, parece loucura, mas na realidade não é. Após 5 meses, desde o início da pandemia da COVID-19, a Fipe (Fundação de Pesquisas Econômicas) divulgou o Raio-X Fipe do 2º trimestre de 2020 que foi realizado em 132 cidades em todo o Brasil. O levantamento com base em 500 mil anúncios publicados na internet, apresenta a percepção e o comportamento do mercado imobiliário, durante esse período de perdas econômicas e incertezas, incluindo informações sobre lançamentos de empreendimentos, intenção de compra, entre outros.


De acordo com os dados, o desempenho da indústria da construção, no segundo trimestre do ano em relação ao primeiro teve uma queda, mas 128 empresas consultadas pretendem manter o ritmo de lançamentos previstos, um cenário bem diferente de março, no início da pandemia, quando apenas 13% tinham essa intenção.


A pesquisa revelou também que onze municípios brasileiros mantiveram um aumento nos lançamentos de empreendimentos, entre eles está Campo Grande. Para o Consultor imobiliário, Luciano Rinaldi da NOVACAP Magoo, "as empresas Incorporadoras que fazem pesquisa e empreendem produtos alinhados com a necessidade dos clientes, são as principais responsáveis por esse aumento significativo do mercado, além claro da redução dos juros que corresponde a um desconto significativo na parcela do financiamento, passando a caber com maior facilidade no bolso dos compradores."


Os números apontam também que as famílias têm retomado a intenção de compra. Se antes da pandemia 43% dos entrevistados pretendiam comprar um imóvel (expectativa que chegou a cair para 20% em abril), em agosto esse índice avançou para 40%.  Para Rinaldi, essa retomada na intenção de compra está ligada a fatores como: taxas de juros baixas, propostas atrativas de financiamento e prestações abundantes oferecem oportunidade única aos investidores. 


Neste contexto, Campo Grande recebe empreendimentos residenciais maravilhosos, que segundo Rinaldi, se destacam aos olhos do comprador, principalmente aqueles que oferecem diferenciais, sobre tudo de conveniência melhorando a qualidade de vida do morador. Entre eles, o Vista no Jardim dos Estados ganha dianteira entre os interessados pela inovação da proposta.


O empreendimento oferece apartamentos de um e dois dormitórios num conceito totalmente flexível e integrado, além de dois duplex únicos em Campo Grande. O edifício tem um projeto pensado para uma vida cosmopolita, com um coworking, espaço delivery para receber encomendas a qualquer hora, além de uma piscina com borda infinita, academia e louge na cobertura com uma a belíssima vista e Campo Grande, entre outras conveniências extremamente valorizadas no novo morar. "As pessoas estão buscando comprar imóveis que mais se adequam a atual realidade, e empreendimentos que oferecem facilidades no dia-a-dia, por um custo adequado.", ressaltou Luciano Rinaldi.


A SBS, responsável pelo empreendimento Vista, entre outras escolhas de projeto levou a localização como uma das principais características. Além de uma identidade própria e diferenciada da planta, o edifício fica na rua 15 de novembro com a Franklin Roosevelt numa região central e tranquila de Campo Grande, com  acesso fácil e rápido a diversos serviços, como supermercado, praça, restaurantes, bares entre outras conveniências.


"As pessoas que buscam conforto, modernidade, o Vista é um empreendimento ideal para investimento, pois ele possui muita tecnologia em sua estrutura com valores acessíveis com uma condição de pagamento facilitada", destacou Rinaldi.


Sobre

Morgana Correia
CRECI: 3601

Endereço

Rua 25 de Dezembro, 1584 - sala 01
São Francisco
Campo Grande - MS

Telefone(s)

(67) 98408-5858